8 dicas para um bom banho no cachorro em casa

Há quem prefira levar o melhor amigo a um pet shop na hora em que o banho se faz necessário. Mas, existe também aqueles que optam por cumprir essa tarefa no próprio lar.
Dar banho no cachorro em casa, além de ser uma maneira de economizar, pode ser um momento divertido e de interação entre o pet e o tutor.

De fato, a tarefa em si não é muito complicada. E, é possível deixá-lo tão limpo como se tivesse sido feito por um profissional. Entretanto, existem alguns cuidados essenciais para que a experiência não seja estressante para o cãozinho, tendo em vista que muitos não são exatamente fãs desse processo de higienização.

Quer saber como dar um banho no cachorro em casa de maneira eficiente e positiva? Então confira os passos abaixo!

Spoiler: Prepare-se para se molhar um pouco (ou muito!).

1- Escove o pet antes do banho

A escovação da pelagem (semanal ou diária, dependendo da raça) faz parte dos 10 mandamentos de higiene do cachorro.
O que pouca gente sabe, é que é preciso escovar os pelos do cão também antes de partir para o banho. A remoção dos fios mortos melhora a eficácia do shampoo, limpando também a pele do pet, e ainda garante uma melhor ação dos cosméticos de tratamento.

2- Use apenas produtos próprios para cães

Não é porque você vai dar banho no cachorro em casa que você poderá usar produtos que não sejam próprios para cães. Shampoos para humanos nunca devem ser utilizados, uma vez que possuem químicas detergentes mais fortes e não tem o pH balanceado para os animais.

Existe uma infinidade de shampoos e condicionadores especiais para cachorros. Na hora de escolher o certo, leve em conta a raça, a condição de pele e o tipo de pelagem do seu pet. Assim, você terá um bom resultado final e afastará as chances de alergias.

No caso de animais com doenças de pele, a recomendação dos produtos deve sempre ser feita por um veterinário.

3- Escolha a hora e o local apropriado

Pensar no melhor horário e no local onde o banho acontecerá assegura tanto a segurança, quanto o bem-estar do seu amigo peludo. O melhor momento do dia são os mais quentes, para que ele sinta o menos possível a diferença de temperatura.

Já no que diz respeito ao lugar, pias e tanques funcionam para cães de porte pequeno ou médio. Apenas atenção redobrada para que eles não tentem fugir e acabem causando algum acidente ou se machucando.

Por mais que mangueiras externas sejam práticas e muito utilizadas para lavar animais maiores, não são a melhor opção, pelo fato de a água ser fria. Prefira dar banho nos cães de porte grande no chuveiro ou em banheiras, para ter acesso a água morna e ficar protegido do vento.

Além do mais, é importante que o cachorro fique confortável, e que ele tenha estabilidade se apoiando com as quatro patas.

5- Regule a temperatura da água

Como citado anteriormente, banhos em água fria não são uma boa ideia, mesmo em dias de muito calor. E isso se dá por duas razões, a primeira é que o shampoo tem um efeito melhor quando combinado com a água morna, facilitando a limpeza. E, a segunda, é que a temperatura mais quentinha será bem mais agradável para o cão.

6- Proteja as orelhas dele

Item importantíssimo para quem vai dar banho no cachorro em casa: proteger sempre o ouvido do pet. A entrada de água nos canais auditivos do animal é extremamente incômoda para ele e pode causar inflamações.

A melhor maneira de evitar a umidade nessa região é colocando uma bola de algodão dentro do ouvido dele. O algodão hidrófobo, um tipo especial impermeável, pode ser encontrado em lojas de animais ou de materiais médicos.

Muito cuidado na hora de enxaguar a cabeça e a parte externa das orelhas. A parte interna, deve ser higienizada após o banho, com um algodão normal e, posteriormente, deve ser secada.


7- Não jogue água diretamente no rosto dele

Além dos ouvidos, os olhos e focinhos de um cachorro também são outras regiões muito sensíveis. Por conta disso, molhar o rosto do pet diretamente com água pode causar bastante sofrimento a ele.

Para limpar essas regiões, a forma mais indicada é passar uma toalha molhada para umedecer o rosto, aplicar delicadamente o shampoo – em pouca quantidade – e com cuidado para não passar nos olhos, e depois novamente utilizar a toalha molhada para remover todo o produto.


8- Seque primeiro com uma toalha, e utilize o secador com cautela

Use uma toalha felpuda para remover bem o excesso de água. Se estiver verão e o seu companheiro tiver pelo curto, prefira deixar ele completando a secagem naturalmente no sol. Se for inverno, o cãozinho precisará do auxílio do secador, principalmente os de pelo longo. Tendo em vista que uma pelagem que não seca 100% pode resultar em infecções e atrair resfriados.

Porém, todo cuidado é pouco na hora de usar o secador, já que jato forte de ar e o barulho podem ser bem desagradáveis para o cão. Se o seu aparelho tiver essa opção, deixe sempre na velocidade mais fraca. A temperatura deve ser a morna, e nunca a quente. Em áreas sensíveis e com pouco pelo, como barriga e genitais, mude para o ar frio.

Para um efeito fofo na pelagem, uma dica é escovar os pelos no sentido contrário enquanto é feita a secagem.

Dica extra

Lembre-se de sempre ser muito gentil e carinhoso com seu melhor amigo em todas as etapas. Dar banho no cachorro em casa não deve ser uma experiência aborrecedora nem para você, nem para o pet. Você pode até deixar o processo mais gostoso dando alguns petiscos a ele!

Tem mais dicas de cuidados por aqui! Seu cãozinho não para de latir? Então, vem ver como solucionar esse problema.
By |2018-11-15T15:53:55+00:003 novembro, 2018|Cuidados|0 Comentários

Deixe um comentário